O dia se espatifa: Dezembro 2009

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Balanço e resoluções

O ano passado terminou com um susto. Um susto enorme. Minha mãe estava doente, e a experiência que havíamos tido com meu pai, treze anos antes, dificultava qualquer otimismo. Assim, a virada de 2008 para 2009 foi passada física ou espiritualmente dentro de um quarto de hospital, cuidando pela recuperação da minha mãe depois de uma cirurgia de risco, com a expectativa ainda de saber qual o tamanho do tratamento que a (nos) esperava. 52 semanas depois, acabo de deixar a minha mãe na casa dela preocupadíssima com o fato de a blusa que ela escolheu para entrar 2010 não estar bem passada. E vocês não podem imaginar como essa preocupação boba me deixa feliz. Na minha casa, estou contente por minha preocupação do momento ser não deixar a lentilha que está cozinhando queimar.

O susto do final de 2008 fez com que 2009 virasse o ano em que, entre outras coisas, aprendi a entender como há alegria em pequenas preocupações. O balanço do ano eu já tinha feito num post de novembro. Agora, a poucas horas de entrar em 2010, decidi escrever sobre minhas resoluções, que, na verdade, se resumem a uma só: seguir em frente. Afinal, já não é o bastante?

Bom ano novo a todos vocês :-)

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Opiniões, opiniões, perguntas e respostas

Tenho o tipo de mente maluca que precisa formar uma opinião sobre tudo. Tudo. Sou daquelas pessoas que não podem ver mais de cinco minutos de uma partida ou evento esportivo - qualquer que seja - sem automaticamente escolher alguém por quem torcer. E ter uma opinião sobre os todos competidores. Claro que não são opiniões embasadas nem inflexíveis, mas, sei lá, é o meu jeitinho.



Daí que tô achando bem bacana o brinquedinho novo que permite que as pessoas façam perguntas aleatórias (ou "alienatórias", como me disse um dia um vendedor de som automotivo sobre a função shuffle do CD player - é sério) para que euzinha aqui responda. Porque mesmo que quase ninguém queira saber o que eu penso sobre as coisas, eu adoro dizer.



Mas o mais legal mesmo do formspring.me -  uma versão geek dos velhos questionários de colégio -  é ver as respostas das pessoas cujas opiniões me interessam. E é aí que estou me esbaldando. Porque não tem melhor jeito de formar - ou mudar - uma opinião do que ouvir as opiniões alheias.



Vocês não acham? ;-)

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Post com cara de tweet

Enquanto muita gente corre pra terminar 2009, outros tantos já estão com os dois pés fincados em 2010. E a gente aqui, no meio...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

O que postar?

Se nem pro Twitter eu ando tendo inspiração, como é que vou ter inspiração pra postar por aqui? #trabalhodemais

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Do talento para complicar a vida

Então que ontem apareceram várias abelhas em casa. E vespas também. E não havia - nem há - uma colmeia por perto. Daí que o marido sugere que a gente compre "um detefon" e mate as ditas.



O que eu faço? Com a capacidade de complicar as coisas que só eu tenho, resolvo que não, que vou consultar os meios bastante competentes para tanto. Segundo os jornais, quem combate abelhas são os bombeiros. E eu, cidadã consciente que sou, não quero ocupar o 193 com abelhas - correndo o risco de prender a linha que poderia estar sendo usada por conta de um incêndio. Daí que entro no Google, procuro por bombeiros +"porto alegre" e encontro o telefone de um quartel.



Lá, depois de explicar a situação, sou simpaticamente orientada a ligar para o 193 ou o 190.



- Mesmo não sendo emergência? - pergunto.



- Não deixa de ser uma emergência - responde o solícito soldade.



Digito 193. Mais uma vez, sou atendida por um bombeiro muito gentil. Depois de ouvir a história e saber que tenho um cachorro em casa, ele explica:



- Se a senhora não sabe onde é a colmeia, não temos o que fazer. Mas dá para fazer o seguinte: compra um rodox preto, que mata tudo. E não faz mal pro seu cachorro.



Donde se conclui, evidentemente, que meu marido poderia ser bombeiro.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Um post

Estamos cheios de novidades na ferramenta WorPress. Só que novidades às vezes vêm acompanhadas de problemas...

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

É tarde, é tarde, é tarde...

... e todo fim de ano é a mesma coisa. Baixa o coelho-tambor, e o dia fica curto, a semana mais curta ainda. Mas eu volto. Prometo!