O dia se espatifa: Maio 2004

sexta-feira, 28 de maio de 2004

SE ME CONTASSEM... 2

Caminhando na rua, a caminho do trabalho, um mendigo passa por mim e diz:



– Tem um trocado aí, gordinha?



?????????!!!!!!!!!!!!????????!!!!!!!!!!!!



Noção de marketing ZERO! Nem que eu tivesse, meu querido. Nem que eu tivesse.



...



Eis que me pego pensando em levar a dieta mais a sério.

CURIOSIDADE INÚTIL

O Nelson Motta e a Ellis Regina trabalham na Agência Brasil. Bom, é UM Nelson Motta e UMA Ellis (assim mesmo) Regina.

quinta-feira, 27 de maio de 2004

SE ME CONTASSEM...

Descendo hoje a Rua da Ladeira na corrida (porque precisava resolver um troço no banco e estava atrasada pro trabalho) passei na frente do Tuim (um pé-sujo das antigas do centro de Porto Alegre) pensando quem é que vai a um boteco daqueles às 11h de uma quinta-feira quando ouvi:



– Sabe quem é que eu vi no AA na semana passada?



JURO que eu quase voltei pra ouvir o resto da conversa, mas eu REALMENTE estava com pressa. Só deu pra ver que, depois de dizer isso, o sujeito entornou um martelinho.

quarta-feira, 26 de maio de 2004

NÃO DEIXA DE SER CURIOSO

Parece que quanto mais ocupada está a minha cabeça maior é a minha capacidade de pensar em bobagem. Por exemplo, além de tudo o que já fiz, estou fazendo e ainda tenho de fazer hoje, não consigo parar de pensar na bolsa nova que preciso (preciso mesmo) comprar e no leiaute do blog que quero trocar. Alguma sugestão?

terça-feira, 25 de maio de 2004

PERSPECTIVAS CANSATIVAS

Tenho um deadline pesado na segunda-feira. Para cumpri-lo, preciso trabalhar pelo menos 13 horas por dia até lá. Dá cansaço só de pensar. Aceito palavras de incentivo.

segunda-feira, 24 de maio de 2004

ERA UMA VEZ

Há mais de oito anos eu tento convencer o digníssimo marido a assistir comigo ao "meu filme mais preferido" neste mundo: Era uma Vez na América do Sergio Leone. (Tem um monte de outros que eu adoro, evidentemente, mas este foi o mais completo que vi até hoje, na minha humble opinião, claro. E entra também naquela categoria de coisas de que aprendi a gostar por causa do meu pai. Logo, tem também uma carga emocional nessa avaliação.) Eis que, com a graça do bom Deus o Mario Sergio Conti fala sobre o dito na coluna dele sobre o festival de Cannes deste ano – outra aula de texto – e parece que o cara (o marido) se convenceu.



Para quem não viu, o filme é a história de um bando de meninos que entra para o mundo do crime na Nova York da Lei Seca. É lindo, lindo, lindo. Tem uma trilha sonora PERFEITA, do Ennio Morricone, e atuações impressionantes do Robert de Niro e do James Woods (believe me). Além da cena antológica da dúvida do moleque entre comer um doce e ver uma bunda. Eu explicaria melhor, mas tô com preguiça. E quem viu o filme sabe do que eu estou falando. Quem não viu que veja.

sexta-feira, 21 de maio de 2004

MADE MY DAY

Tu fica fazendo frases de efeito (...) e depois fica refém delas. Qdo na verdade tu não é preconceituosa nem maldosa. Tu gera uma necessidade de te defender e aí vem um "ataque" numa linguagem que não é a tua. Aí tu te perde.



O amigo que me disse isso entendeu por mim uma coisa que eu não tinha sacado direito sozinha (pelo menos não ao ponto de verbalizar). Pena que ele não pinta por aqui. Mesmo assim, fica registrado o agradecimento público.

quinta-feira, 20 de maio de 2004

COMO PAUTAR UM CORRESPONDENTE INTERNACIONAL

Está na página 40 da Veja de 18 de fevereiro deste ano a seguinte frase do presidente:



– Só eu vou beber? Jornalistas não bebem?



Segundo a revista, Lula disse isso enquanto se servia da primeira das duas doses de uísque que tomou em encontro com jornalistas que cobrem o Planalto.



Moral da história: (re)ler revistas velhas em consultórios médicos podem render alguma coisa. Nem que seja um post de blog num dia de pouca inspiração.

terça-feira, 18 de maio de 2004

AMIGOS VIRTUAIS

Olha que eu estou na Internet desde 1996, quando fiz o meu primeiro hotmail (que existe ainda hoje). Mas foi só depois de começar este blog (a que resisti o quanto pude) que compreendi o real significado da expressão "amigo virtual". Agora dá pra chegar aqui pelos blogs da Daniela, que desde os tempos da faculdade eu conhecia mais como "a irmã do Dudu", do Tião, que é amigo de um monte de amigos meus mas que eu só vi uma vez, na TVE, e da Fernanda e da Adriana, que eu ainda sequer conheço pessoalmente. Isso sem falar na Tica que tá longe e no Caco, que foi meu colega de formatura mas que eu não vejo há eras.



Bacana isso.

segunda-feira, 17 de maio de 2004

DÚVIDAS EXISTENCIAIS

Por que tem mulher que usa perfume doce?

Por que tem mulher que usa perfume doce de manhã?

Por que tem mulher que usa perfume doce de manhã e se senta do meu lado na lotação?

Por que perfume doce me dá dor de cabeça e me deixa tão mal-humorada?

sexta-feira, 14 de maio de 2004

TÔ QUE TÔ

Pra encerrar essa semana cansativa com uma bela pequena alegria, vi que a Adriana, dona do Aqui em D.C., o primeiro blog que eu li e gostei muito, e minha ídala bloguística, botou um link pra cá. (Tá na esquerda, lá em baixo, dá uma olhada... ;-)

ELOGIOS MASTERCARD

Sabem a pobre tradução da qual eu tanto reclamei nos últimos tempos? Pois acabo de receber um e-mail da fofa da minha editora repleto de elogios (e dúvidas e reparos também, claro). Assim eu acabo voltando ao século 19 de novo sem me dar conta...

quinta-feira, 13 de maio de 2004

BAD MOVE

Do blog do Ricardo Noblat:



Uma pálida idéia do tamanho do estrago feito à imagem do Brasil no exterior pelo gesto do presidente Lula de expulsar do país o correspondente do NYT: o site de pesquisa Google News contabilizou somente ontem, quarta-feira, 228 artigos/noticias a respeito do assunto.



Agora, essa busca já dá 253 resultados. Como disse o Cristovam Buarque, segundo a coluna da Tereza Cruvinel:



– Meu Deus! Para mostrar que o presidente não bebe, passaram a idéia de que o governo bebe.



E tem quem defenda a atitude arbitrária do nosso abstêmio presidente... (Será que eu devia estar insinuando coisas aqui?)

quarta-feira, 12 de maio de 2004

EU TE AMO

Ah, se já perdemos a noção da hora

Se juntos já jogamos tudo fora

Me conta agora como hei de partir



Se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios

Rompi com o mundo, queimei meus navios

Me diz pra onde é que inda posso ir



Se nós, nas travessuras das noites eternas

Já confundimos tanto as nossas pernas

Diz com que pernas eu devo seguir



Se entornaste a nossa sorte pelo chão

Se na bagunça do teu coração

Meu sangue errou de veia e se perdeu



Como, se na desordem do armário embutido

Teu paletó enlaça o meu vestido

E o meu sapato inda pisa no teu



Como, se nos amamos feito dois pagãos

Meus seios inda estão nas tuas mãos

Me explica com que cara eu vou sair



Não, acho que estás só fazendo de conta

Te dei meus olhos pra tomares conta

Agora conta como hei de partir


Chico Buarque

MERCHANDISING DE GRÁTIS

Vai "pras praia"? Passa antes por aqui. É o site do Ricardo Freire, também conhecido como Xongas. O cara é gênio. Tem o melhor texto leve dos últimos anos e tá tomando o lugar do Verissimo entre os cronistas do cotidiano da minha preferência. Só pra dar uma idéia, são deles o Manifesto antigerundista e desse Dietas da hora. Ah, e ainda do slogan "não é uma Brastemp". I rest my case...

terça-feira, 11 de maio de 2004

ÀS VEZES EU QUERO UM CARRO

Desde que vendi meu carro em junho de 2001, poucas foram as vezes em que desejei tanto voltar à vida de motorista e deixar a de passageira de lado como hoje. Simplesmente fiz cerca de 80% do meu percurso com uma débil mental testando TODOS os toques de seu MALDITO celular e em TODOS os volumes possíveis. Tem noção do que é isso?!?



Como tem gente mala no mundo.

VIGÉSIMA-QUINTA HORA

Que filme bom! Fazia anos que eu não chorava num filme, e ontem à noite quase me lavei em lágrimas na cena do amanhecer no Central Park (não conto aqui pra não estragar pra quem não viu). Além disso, o DVD tem um minidocumentário de 20 minutos sobre a carreira do Spike Lee que vale muito a pena. Só não entendi a tradução do título em português: "A Última Noite". Simplista demais e perfeitamente esquecível...

segunda-feira, 10 de maio de 2004

INACREDITÁVEL

Eu costumava achar que faltava ética jornalística ou sobrava criatividade a alguns repórteres esportivos da Rádio Gaúcha. Agora, tendo ouvido uma entrevista ao vivo e alguns minutos depois a interpretação dessa mesma entrevista por um desses repórteres, cheguei a conclusão que na verdade o problema pode ser outro. Surdez.

PÉSSIMA BOA IDÉIA

Um dos piores tipos de idéia é aquela boa que chega tarde demais para nos vangloriarmos dela. Sabe aquele tipo que se a gente disser alguém vai perguntar "por que tu só pensou nisso agora"? Hoje eu tive uma idéia dessas. Como veio tarde demais, resta-me executá-la e ficar bem quietinha antes que alguém note que ela chegou atrasada...

domingo, 9 de maio de 2004

sexta-feira, 7 de maio de 2004

VALE O CLIQUE

Acabei de achar no Orkut um amigo querido e encontrei no profile dele essa maravilha aqui.

APRENDENDO A DIGITAR

Sabe Deus por que eu lembrei hoje do Natal em que ganhei (de surpresa) a máquina de escrever Olivetti (manual) que eu tanto pedi. Eu tinha 12 anos, e aquela máquina nunca teve uma utilidade prática. Até comecei a escrever alguns "livros" (hahaha), mas dois anos depois eu e a Carol ganhamos um MSX e entramos na era dos computadores. Hoje estava pensando sobre que fim levou aquela Olivetti portátil.



Em tempo: o MSX também nunca teve uma utilidade prática. A não ser o de funcionar como videogame.

quarta-feira, 5 de maio de 2004

QUE TALENTO!

Não sei quanto a vocês, mas eu tenho uma capacidade insuportável para acumular dead lines. ARGH!

terça-feira, 4 de maio de 2004

CRITÉRIO

Pela minha régua simplista e peculiar, não consigo confiar em quem não gosta de pelo menos três das seguintes coisas:

- Animais

- Ar condicionado

- Beatles

- Chico Buarque

- Chocolate

- Crianças

- Dia frio com sol

- Vinícius de Moraes

TPM INSONE

- Não tenho mais energia nem capacidade de concentração para trabalhar, mas estou sem sono. Logo, passei os últimos 20 minutos testando novas fontes para o blog. Acho que ficou bonitinho, pelo menos.

- Passei quase uma hora na loja da Claro do shopping Podre de Belas tentando trocar o meu celular e acabei desistindo por causa da chatice da maioria das pessoas lá dentro. As pessoas compram celulares como se estivessem comprando uma casa. Que exagero, mon dieu!

- Adoro o no.minimo, mas não há cristo que faça o favor de me responder como THE FUCK eu troco o e-mail para receber os boletins ou até mesmo cancelá-los (já que eu vou lá pelo menos uma vez por dia, mesmo). Se alguma alma caridosa souber me dizer, agradecerei imensamente.

segunda-feira, 3 de maio de 2004

domingo, 2 de maio de 2004